Cidade Santos

Despejo de moradias em plena pandemia produz protestos e solidariedade

No dia 22 de Junho de 2021, 15 famílias do bairro Jardim São Manoel em Santos tiveram suas casas destruídas pela Força Tarefa da Prefeitura Municipal de Santos. Os moradores receberam uma notificação extrajudicial da mesma, exatamente no momento em que o STF determinou a suspensão de despejos durante a Pandemia. Essa ação arbitrária chamou atenção de vereadores da região e movimentos sociais que se mobilizaram em torno daquela comunidade. A vereadora Débora Camilo e Chico Nogueira estiveram presentes acompanhando as famílias, e junto aos moradores e movimentos sociais estancaram momentaneamente a ação irregular da prefeitura. Mais tarde moradores e movimentos sociais fizeram uma paralisação na entrada de Santos, fechando as pistas da Via Anchieta com pneus incendiados, até a chegada da reportagem. A situação ainda exige mobilização popular, 35 famílias receberam notificação extrajudicial para deixarem suas moradias em 30 dias.

 
A Revolução Solidária e o MTST estão à disposição desta e de todas as comunidades que sofrem com injustas ações do poder público. Estamos dispostos à ir até as últimas consequências, ninguém larga a mão de ninguém.

 
Carlos Fontes. Coordenador da Revolução Solidária / MTST.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *