Baixada Santista Cidade Santos

Estudantes da Unifesp entram em greve contra cortes do Auxílio Permanência

Por: Raphael Guedes, da Baixada Santista, SP

Foto: Maria Carolina Victório

Nesta segunda-feira (26), em assembleia extraordinária dos centros acadêmicos da Unifesp na Baixada Santista, os estudantes decidiram por entrar em greve. O motivo da greve estudantil são os cortes nas bolsas de auxílio-permanência anunciados na última quarta-feira (21) pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE). A estimativa é que mais de 500 estudantes de baixa renda da universidade fiquem sem o auxílio, sendo 200 só na região.

Os cortes das bolsas são resultado da redução de 40% do PNAES (Programa Nacional de Auxílio Estudantil) feito pelo governo Temer em 2017. Essa medida é parte dos cortes na educação que vêm afetando os institutos e universidades públicas do país inteiro, a maioria deles estão sem verbas para arcar com despesas básicas, pagar as contas de água, luz, os trabalhadores terceirizados, obras e a assistência estudantil. Um verdadeiro desmonte da educação pública brasileira.

No entanto, segundo os estudantes, a ação da Pró-Reitoria é uma quebra no acordo firmado no último Conselho de Assuntos Estudantis (CAE), no dia 6 de março, onde foi definido que o edital relativo às bolsas permanecesse o mesmo de 2017 e que os estudantes iriam se organizar politicamente, junto às demais categorias, para buscar estratégias de luta que possibilitasse a inserção de novos recursos ao PNAES.

Fotos: Maria Carolina Victório

fonte: Esquerda Online

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *