Baixada Santista

Fogo ao redor das terras indígenas em Palhoça/SC

Por Márcia Simões Lopes

Fogo usado como arma. Especulação imobiliária, madeireiros, mineradoras, ruralistas que querem mais pasto para seus bois, para suas plantações de soja transgênica, com aval do governo, dos ruralistas e monarquistas. Na Amazonia, em Santa Catarina e em São Paulo nos edificios incendiados “coindidentemente” ocupados pela população Sem Teto. Após o fogo, cria-se junto à mídia uma história de acusação sobre os movimentos sociais e os indígenas idem, para jogar a população contra os movimentos. Estamos novamente sendo roubados pelos ladrões de terras, sob o silêncio da Lei corrompida, com juiz particular e corte de juizes preocupada com a própria vida, com seus cargos, carreiras, salário paletó, auxilio moradia e outros absurdos do país da corrupção.

Fonte: Jornal Livre SC

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *