Baixada Santista Cidade Guarujá

Prefeito de Guarujá Usará Tornozeleira Eletrônica

Foi determinado pela Justiça Federal que o prefeito de Guarujá, Valter Suman, deverá usar tornozeleira elétrica, assim como outros oito investigados pela segunda fase da Operação Nácar.

Entre eles está a primeira-dama de Guarujá, Edna Suman. De acordo com a Polícia Federal, ela também seria uma das líderes da organização. Segundo extratos de declarações da investigação, o casal teria gastado mais de R$ 1,5 milhão em uma loja de roupas e mais de R$ 1 milhão em duas joalherias.

Ainda segundo a PF, o prefeito e a primeira-dama teriam comprado recentemente um apartamento em Campos do Jordão de custo equivalente a R$ 700 mil, registrado em nome dos filhos.

Outros nomes envolvidos na investigação e que também deverão usar monitoramento eletrônico são Fabricio Henrique Maia, chefe de gabinete do prefeito, Almir Matias, empresário, Cleide Rosa da Silva, esposa de Almir, Marcelo Feliciano Nicolau, antigo secretário de Educação, Hugo Passos, Celso Roberto Bertioli Junior, diretor de compras e Benedito Mota, cunhado de Suman.

Valter Suman foi afastado do cargo e mais de R$ 110 milhões em bens nos nomes dos envolvidos foram bloqueados.

A Operação Nácar aponta ao menos duas organizações criminosas atuando na prefeitura de Guarujá, que desviam verbas das áreas da saúde e educação. Outros mandados foram realizados em cidades como Santos, São Vicente, São Bernardo do Campo, Carapicuíba, São Paulo e Campos do Jordão.

#viveremsantoseregiao

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.