Cidade Cubatão

PDT de Cubatão é refundado à imagem de Brizola

Da Redação B.F.:.

Um extraordinário giro é dado no diretório do PDT (Partido Democrático Trabalhista), de Cubatão, num emblemático retorno às raízes brizolistas do partido, que nasceu de um racha do carismático líder Leonel Brizola (ex – governador do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro), quando, nos inícios dos anos 80, se divide do PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), então em fase de decaimento às mãos de Ivete Vargas, à época obsequente com os restos da ditadura iniciada em 1964, que depusera através de um golpe cívico-militar justamente um governo eleito democraticamente pelo sufrágio popular, que era o governo do trabalhista João Goulart, herdeiro político de Getúlio Vargas. Por uma destas coincidências do destino, o PDT de Cubatão retorna às raízes brizolistas através de seu novo presidente, o jornalista e advogado Dojival Vieira dos Santos, o principal líder estudantil da Baixada Santista, dentre os que fundaram o Partido dos Trabalhadores na região, tendo liderado a chapa Mobilização Estudantil, ícone semeadura de núcleos do PT em várias cidades da Baixada. E, como não poderia deixar de ser, este retorno às origens é marcado por um manifesto, denominado “CHAMADO À REBELIÃO”.

“É preciso derrotar o bolsonarismo em Cubatão e no Brasil

O governo de extrema direita comandado por Bolsonaro, um desequilibrado com viés fascista, conduz o país para uma ditadura e conspira abertamente contra a democracia e a Constituição.

Bolsonaro é um fascista, ligado aos porões da ditadura, que cassou, torturou, matou e desapareceu com corpos de centenas de brasileiros durante a longa noite de 21 anos.

Não por acaso, seu ídolo, a quem considera um herói nacional, o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, é um torturador da ditadura, condenado pela Justiça.

Em Cubatão, cidade cujo povo foi cassado de 1968 a 1985, proibido de votar para prefeito, este Governo extremista/fascista tem admiradores, a começar pelo governo municipal de Ademario/Pedro de Sá, seus apoiadores de primeira hora.

Não custa lembrar que ambos foram entusiasmados defensores da chapa Bolsodoria, a dobradinha Bolsonaro – presidente/Doria, governador.

É este Governo que acaba com aposentadoria pública, que retira direitos e revoga conquistas dos trabalhadores. Trata-se de um governo entreguista e vende Pátria, que bate continência para a bandeira americana e está leiloando a Amazônia aos interesses de mineradoras estrangeiras.

Em Cubatão, município dos mais ricos do país, mas que mantém o pior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da Baixada Santista, além do desemprego, temos uma cidade abandonada, com ruas esburacadas e cheias de lixo, escolas em precário estado de conservação e a saúde privatizada.

O funcionalismo público, alvo de covarde perseguição de um prefeito incompetente e sem projetos, vê acabarem-se todas as esperanças; sem qualquer motivação, os servidores públicos assistem a prefeitura ser transformada em balcão de negócios.

É hora de acordar e reagir!

O PDT – Partido Democrático Trabalhista – o partido fundado por Brizola e liderado nacionalmente pelo nosso candidato a presidente Ciro Gomes, e por mim, Dojival Vieira, no âmbito municipal, convoca o povo de Cubatão a rebelar-se contra a destruicão da cidade pelas forças do extremismo de direita a quem Ademário/Pedro de Sá estão associados.

Nossa rebelião deve se traduzir num chamado a todas as forças do campo, democrático, popular e de esquerda para que se unam nas eleições municipais do ano que vem, em torno de um programa popular de mudanças que retire a prefeitura das mãos de empreiteiros e grupos econômicos sangue-sugas que roubam do povo para acumular privilégios.

Só a União de todas as forças do campo da oposição democrática popular e de esquerda poderá retirar a cidade da miséria e do atraso em que se encontra.”

A reunião de refundação foi realizada nesta quinta-feira, no hotel Prisma, localizado na avenida Joaquim Miguel Couto, 840, em Cubatão.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *