Agenda Baixada Cultural Cidade Santos

Santos terá itinerância da 7° Mostra Ecofalante de Cinema

Evento acontece em 8 locais da cidade entre os dias 18 e 30 de setembro

A itinerância estadual da 7ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental chega a Santos em setembro. Com sessões em 8 locais da cidade, o evento inclui 52 filmes de 23 países, além de nove debates com convidados sobre temas relacionados aos filmes. O evento é uma realização da Ecofalante em correalização com a Prefeitura Municipal de Santos, e tem patrocínio do Porto de Santos (Codesp) e apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS), Tigre e Instituto Carlos Roberto Hansen e White Martins.

Na edição de Santos, estarão representados os seguintes programas da 7ª Mostra Ecofalante: o Panorama Internacional Contemporâneo, a Competição Latino-Americana, a Homenagem a Chico Mendes e a Sessão Infantil. Também serão exibidos filmes de outras edições da Mostra que fazem parte do acervo do programa Mostra Escola. Todas as atividades do evento são gratuitas.

Entre os dias 18 e 30 de setembro, o festival ocupa diversos locais da cidade: Cine Arte Posto 4, Cine na Praça (Pç. Guadalajara – Morro Nova Cintra), Senac, Instituto Arte no Dique e Sociedade de Melhoramentos do Jardim São Manoel. Também acontecem sessões no Cinescola Querô (Vila Criativa – Unidade Vila Nova), voltadas para a comunidade, na São Judas – Campus Unimonte para o público universitário e no Sesc Santos para as Etecs.

triste oceano itinerância santos

Triste Oceano, de Karina Holden

No Panorama Internacional Contemporâneo, serão apresentados 11 títulos, entre curtas e longas-metragens, representando 13 diferentes países (há duas coproduções). Os filmes discutem temas como ‘campo’, ‘cidades’, ‘consumo’, ‘povos & lugares’, ‘preservação’ e ‘trabalho’.

Dentre os destaques desta seção está o longa australiano “Triste Oceano” (de Karina Holden), documentário que é um alerta sobre o fato de que metade de toda a vida marinha do planeta foi perdida nos últimos 40 anos. O filme focaliza a luta de alguns ativistas para chamar a atenção sobre a necessidade de mudanças urgentes em nossas atitudes a fim de preservar a biodiversidade marinha. A projeção do filme acontece no Cine Arte Posto 4 no dia 25/09, terça-feira, às 18h30, e na Sociedade de Melhoramentos do Jardim São Manoel no dia 28/09, sexta, às 19h30. Ambas as sessões serão seguidas de debates.

Outro destaque é a coprodução entre Noruega e Reino Unido Obrigado, Chuva (de Julia Dahr), filme em que a cineasta acompanha um pequeno agricultor queniano para registrar os impactos das mudanças climáticas em sua vida. A obra foi selecionada para os festivais IDFA – Amsterdã, CPH:DOX e Hot Docs. Sua diretora foi eleita pela Forbes como uma das 30 personalidades jovens que estão definindo a mídia mundial. A sessão deste filme acontece na quarta-feira, dia 26/09, às 21h no Cine Arte Posto 4.

A cidade recebe ainda a Competição Latino-Americana, em que serão exibidos 26 dos filmes que concorreram ao Prêmio de Melhor Filme Latino-americano da 7ª Mostra Ecofalante. Entre os exibidos, destacamos os vencedores pelo júri das categorias Melhor Longa e Melhor Curta-metragem Latino-Americanos, respectivamente: “Dedo na Ferida” (de Silvio Tendler) e “Abigail” (de Valentina Homem e Isabel Penoni). Também será mostrado o vencedor da categoria Melhor Filme pelo público, “Ser Tão Velho Cerrado” (de André D’Elia). O público ainda poderá apreciar os dois filmes que obtiveram a menção honrosa pelo júri: o média-metragem “Sob a Pata do Boi” (de Márcio Isensee e Sá) e o longa “Estado de Exceção” (de Jason O’Hara).

dedo na ferida itinerância santosDedo na Ferida, de Silvio Tendler

 

Debates

Além das sessões, o festival também promoverá nove debates relacionados aos temas dos filmes. No dia 25/09, às 20h, acontecerá o debate “Oceanos, uma Tragédia Irreversível?” no Cine Arte Posto 4, após a exibição do longa “Triste Oceano”. Participarão da mesa William Schepis, diretor-presidente do Instituto EcoFaxina e a oceanógrafa Cintia Miyaji, da Paiche.

William Schepis também será o convidado no debate da Sociedade de Melhoramentos do Jardim São Manoel, no dia 28/09, e do primeiro debate com alunos da Unimonte no dia 24/09, onde haverá outros dois debates com participação de professores da universidade.

No Senac, serão realizadas três exibições seguidas de debates. No dia 18/09, o convidado será o biólogo Daniel Maia de Andrade, após a exibição do filme “Água Mole Pedra Dura”. Na quarta-feira, 19/09, após a exibição do filme “O Homem do Saco”, o debate será com Marcelo Adriano, presidente da ONG Sem Fronteira. O terceiro debate será após a exibição do filme “Dedo na Ferida”, no dia 24/09, com a assistente social Mariana Rajabally.

Já no Instituto Querô, haverá um debate com os alunos após a sessão do filme “Estás Vendo Coisas”, no dia 21/09.

Fonte: http://ecofalante.org.br

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *